A quinta fase da Operação Calvário nesta quarta-feira, dia 9, deflagrada pelo Gaeco/Ministério Público da Paraíba (MPPB), Polícia Federal (FP), Ministério Público Federal (MPF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Controladoria Geral da União – CGU – cumpre três mandados de prisão e 25 mandados de busca e apreensão.

Um dos mandados de busca e apreensão está sendo cumprido contra o IPCEP – Instituto de Psicologia Clínica Educacional e Profissional , Organização Social que foi trazida para a Paraíba na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho, para administrar o Hospital Geral de Mamanguape, e o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita.

O IPCEP, embora envolvido na Operação Calvário, desde a denúncia do Ministério Público do Rio Janeiro, foi mantido na gestão de dois Hospitais (o de Mamanguape e o Metropolitano de Santa Rita) pelo atual governador do estado, João Azevedo.